Aberto oficialmente o Virtual Educa Bahia 2018 com educadores da América Latina, Caribe e África

CAPA

Os diferentes idiomas e sotaques pronunciados, na noite desta segunda-feira (4), no Teatro Castro Alves (TCA), sinalizaram a abertura oficial e o alcance do XIX Encontro Internacional Virtual Educa, um dos maiores eventos mundiais sobre inovação e tecnologia aplicadas à Educação que, pela primeira vez, está sendo sediado na Bahia. Com o tema “Educação para transformar a sociedade em um espaço multicultural único”, o Virtual Educa promoverá o debate de ações e experiências bem-sucedidas em Educação, envolvendo tecnologias e conteúdos digitais, diversidade, crescimento econômico e políticas públicas. Paralelamente, o evento envolverá o Fórum Global de Educação e Inovação “Cooperação Sul-Sul”, voltado para representantes governamentais e de instituições nacionais e internacionais.

A abertura do encontro contou com as presenças do governador Rui Costa, do secretário da Educação, Walter Pinheiro, do secretário geral do Virtual Educa, José Maria Anton, do presidente honorário do Virtual Educa, Heitor Gurgulino, além de professores, estudantes, pesquisadores e autoridades de diferentes organismos nacionais e internacionais, principalmente, de países da América Latina, Caribe e África, que estarão envolvidos nas diferentes atividades do Virtual Educa. O encontro continuará com extensão programação de terça a sexta (5 a 8), no Centro de Educação Profissional, Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado (ICEIA), no bairro do Barbalho, em Salvador, que foi completamente reformado e está sendo reaberto com este encontro internacional. Também houve as apresentações musicais do projeto Neojiba (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia) e da banda Juventude Parqueana, formad por estudantes do Centro Educacional Carneiro Ribeiro – Escola Parque, localizado na Caixa D´Água.

O governador Rui Costa falou sobre a oportunidade da Bahia sediar o Virtual Educa. “Nesta semana, vamos discutir com países de todo o mundo experiências de educação positiva sempre pensando no profissional do futuro, pensando que as demandas de trabalho se alteram com o tempo e passamos por uma nova realidade, onde temos que possibilitar que o estudante possua vários caminhos, não apenas com a carteira assinada, mas possa também ganhar sua renda através de novas perspectivas, como o empreendedorismo. Por isso, o Governo está ciente desta realidade e sempre procuramos trazer para os jovens a formação cidadã e profissional”, afirmou.

Segundo o secretário Walter Pinheiro, o Virtual Educa transforma Salvador, nesta semana, na capital mundial da Educação. “Nesta décima nona edição, a Bahia terá a oportunidade de debater e dividir experiências com países da América do Sul, Central, Caribe e da Europa, de conhecer os trabalhos desenvolvidos, as boas práticas, e por que não, as dificuldades para aprendermos juntos a desenvolver o uso de tecnologias com conteúdos”, destacou. Pinheiro ainda frisou que esta é a primeira vez que  o Virtual Educa acontece em uma escola, o ICEIA, desafio pautado pela Bahia, que manterá a unidade como um Centro de Formação Profissional, Empreendedorismo e Cultura, agora completamente reformado.

>> Veja mais fotos desta matéria no FLICKR da Educação

O secretário ainda ressaltou o trabalho feito pelo Governo do Estado desenvolvido com semelhanças ao conceito do encontro. “A ideia é sempre unir o uso da tecnologia ao conteúdo de qualidade como forma de alcançar, ainda mais, pessoas. Atualmente, temos 424 pontos do projeto de Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC), que promove a educação nos lugares mais longes do Estado. Temos o e-Nova Educação, que promove o aprendizado através de nossa parceria com o Google, porém com mais de 7 mil conteúdos produzidos por nossos professores. Além disso, temos o projeto de conexão de ampliação da banda larga que estamos levando para todas as escolas até o final de 2018″, contou. Pinheiro destacou, também, “a contratação dos coordenadores pedagógicos até o final do ano, no concurso voltado também para professores, somando 3.760  profissionais, como forma de valorizar a Educação e o conteúdo na aprendizagem, fortalecendo ainda mais o eixo pedagógico”, afirmou.

Programação – A programação do Virtual Educa contará com apresentações de trabalhos acadêmicos de educadores, estudantes e professores e profissionais da Educação, além de palestras de escritores e pesquisadores brasileiros e estrangeiros, envolvendo a temática da Edu­cação no sé­culo XXI e sua in­ter­face com a in­clusão, a di­ver­si­dade, o meio am­bi­ente, a ino­vação, a tec­no­logia e a for­mação do­cente. Um dos destaques da programação são os seis fóruns: Fórum de Desenvolvimento Tecnológico; Fórum de Inclusão, Avaliação e Qualidade; Fórum de Educadores para a Era Digital; Fórum de Educação Superior, Inovação e Internacionalização; Fórum Formação ao Largo da Vida; e Fórum de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação. Cada fórum promoverá de três a quatro conferências e apresentará uma média de 45 trabalhos de pesquisa, voltados ao tema geral do evento.

O evento também marcará a ampla participação dos estudantes e professores da rede estadual de ensino que serão protagonistas de várias atividades. Uma delas é a 7ª edição da Feira de Ci­ên­cias, Em­pre­en­de­do­rismo e Ino­vação da Bahia (FE­CIBA), com apresentação de 240 projetos desenvolvidos nas escolas no âmbito do projeto Ciência na Escola. Os estudantes da Educação Profissional e Tecnológica irão apresentar projetos voltados à Educação Empreendedora, que incluem intervenções e tecnologias sociais, de baixo custo e de grande alcance social. Serão montados 25 estandes para a exposição de projetos desenvolvidos por estudantes dos cursos técnicos de nível médio e de cursos de qualificação profissional da rede estadual, que irão apresentar o resultado de ações pedagógicas visando à formação profissional para uma inserção cidadã no mundo do trabalho ou para o empreendedorismo. Também será montada uma cozinha experimental, para que os visitantes possam participar de palestras sobre temas diversos como segurança no ambiente doméstico e até degustar produtos feitos à base da Agricultura Familiar.

Já os Centros Juvenis de Ciência e Cultura (CJCC), de Salvador, Itabuna, Vitória da Conquista, Senhor do Bonfim e Barreiras, irão apresentar projetos, mostras, workshops, e bate-papos, sobre as atividades complementares desenvolvidas. Entre as iniciativas estão temas como robótica, criação de música a partir do computador, a reciclagem como prática pedagógica, ciência, empreendedorismo e desenvolvimento de games. A participação do CJCC no encontro envolverá mais de 20 atividades. Experiências de alfabetização do programa Todos pela Alfabetização (TOPA) também serão apresentadas e incluem uma palestra com o presidente de honra do Instituto Paulo Freire, Moacir Gadotti, em celebração aos 50 anos da Pedagogia do Oprimido, do educador Paulo Freire.

Conferências - A pro­gra­mação também in­clui con­fe­rên­cias que con­tarão com as pre­senças do go­ver­nador Rui Costa e do se­cre­tário da Edu­cação Walter Pi­nheiro. Dentre os con­fe­ren­cistas estão Ch­ris­tian Mi­randa, U.C. Chile, que abordará o tema “El si­len­cioso aban­dono de la for­ma­ción in­te­gral del edu­cador del siglo XXI”; João Salles, da Universidade Federal da Bahia, falando sobre “UFBA e o en­sino do sé­culo XXI”; e re­pre­sen­tantes da Fundo das Nações Unidas para a Infância/Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, que es­tarão na con­fe­rência “Pro­gramas de apoio a Edu­cação na par­ceria UNICEF/ BNDES”.

Saiba mais sobre o Virtual Educa Bahia 2018: www.educacao.ba.gov.br

1              2..

2.                 2

3.                       3

Virtual Educa Bahia 2018 começa na segunda-feira com educadores da América Latina, Caribe e África

3a-conferencia-estadual-de-educacao-da-bahia-2018-158
Começa na segunda-feira (4), o XIX Encontro Internacional Virtual Educa, um dos maiores eventos mundiais sobre inovação e tecnologia aplicadas à Educação que, pela primeira vez, será sediado na Bahia. A abertura oficial será às 19h, no Teatro Castro Alves (TCA), com as presenças do governador Rui Costa, do secretário da Educação, Walter Pinheiro, do secretário geral do Virtual Educa, José Maria Anton, e demais autoridades. De terça (5) a sexta-feira (8), o Encontro será realizado no Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado (antigo ICEIA), que foi completamente reformado. Com o tema “Educação para transformar a sociedade em um espaço multicultural único”, o Virtual Educa reunirá grandes personalidades da área de Educação do Brasil, da América Latina, do Caribe e da África.
O Virtual Educa Bahia 2018  promoverá o debate de ações e experiências bem-sucedidas em Educação, envolvendo tecnologias e conteúdos digitais, diversidade, crescimento econômico e políticas públicas. Paralelamente, o evento envolverá o Fórum Global de Educação e Inovação “Cooperação Sul-Sul”, voltado para representantes governamentais e de instituições nacionais e internacionais. A programação constará de apresentações de trabalhos acadêmicos de educadores, estudantes e professores e profissionais da Educação, além de palestras de escritores e pesquisadores brasileiros e estrangeiros, envolvendo a temática da Edu­cação no sé­culo XXI e sua in­ter­face com a in­clusão, a di­ver­si­dade, o meio am­bi­ente, a ino­vação, a tec­no­logia e a for­mação do­cente.
O secretário da Educação Walter Pinheiro ressalta a amplitude do encontro. “É um en­contro para de­bater, co­nhecer e com­par­ti­lhar ex­pe­ri­ên­cias. A partir daí te­remos con­di­ções de tri­lhar novos ca­mi­nhos. É por isso, também, que iremos re­a­lizar o en­contro no an­tigo ICEIA, que está sendo trans­for­mado em um novo es­paço, re­pa­gi­nado para esse novo tempo. Es­pero que, a partir de agora, pos­samos re­a­lizar todos os eventos da Edu­cação no local. O Vir­tual Educa ser­virá, ainda, para que pos­samos fazer lei­tura dessas trans­for­ma­ções pe­da­gó­gicas que es­tamos im­ple­men­tando na rede es­ta­dual de en­sino”.
Fóruns de Educação – Dentro da programação do Virtual Educa, destaque para os seis fóruns que serão realizados, tendo à frente renomados professores, escritores e pesquisadores ligados à Educação, nas mais diferentes áreas do conhecimento. Serão eles: Fórum de Desenvolvimento Tecnológico; Fórum de Inclusão, Avaliação e Qualidade; Fórum de Educadores para a Era Digital; Fórum de Educação Superior, Inovação e Internacionalização; Fórum Formação ao Largo da Vida; e Fórum de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação. Cada fórum promoverá de três a quatro conferências e apresentará uma média de 45 trabalhos de pesquisa, voltados ao tema geral do evento.
 
Protagonismo estudantil – Durante o evento, será realizada a 7ª edição da Feira de Ci­ên­cias, Em­pre­en­de­do­rismo e Ino­vação da Bahia (FE­CIBA), com apresentação de 240 projetos desenvolvidos nas escolas no âmbito do projeto Ciência na Escola. Os estudantes da Educação Profissional e Tecnológica. Projetos voltados à Educação Empreendedora, que incluem intervenções e tecnologias sociais, de baixo custo e de grande alcance social, também estão entre os destaques da programação. Serão montados 25 estandes para a exposição de projetos desenvolvidos por estudantes dos cursos técnicos de nível médio e de cursos de qualificação profissional da rede estadual, que irão apresentar o resultado de ações pedagógicas visando à formação profissional para uma inserção cidadã no mundo do trabalho ou para o empreendedorismo. Também será montada uma cozinha experimental, para que os visitantes possam participar de palestras sobre temas diversos como segurança no ambiente doméstico e até degustar produtos feitos à base da Agricultura Familiar.
Já os Centros Juvenis de Ciência e Cultura (CJCC), de Salvador, Itabuna, Vitória da Conquista, Senhor do Bonfim e Barreiras, irão apresentar projetos, mostras, workshops, e bate-papos, sobre as atividades complementares desenvolvidas. Entre as iniciativas estão temas como robótica, criação de música a partir do computador, a reciclagem como prática pedagógica, ciência, empreendedorismo e desenvolvimento de games. A participação do CJCC no encontro envolverá mais de 20 atividades. Experiências de alfabetização do programa Todos pela Alfabetização (TOPA) também serão apresentadas e incluem uma palestra com o presidente de honra do Instituto Paulo Freire, Moacir Gadotti, em celebração aos 50 anos da Pedagogia do Oprimido, do educador Paulo Freire.
Conferências – A pro­gra­mação também in­clui con­fe­rên­cias que con­tarão com as pre­senças do go­ver­nador Rui Costa e do se­cre­tário da Edu­cação Walter Pi­nheiro. Dentre os con­fe­ren­cistas estão Ch­ris­tian Mi­randa, U.C. Chile, que abordará o tema “El si­len­cioso aban­dono de la for­ma­ción in­te­gral del edu­cador del siglo XXI”; João Salles, da Universidade Federal da Bahia, falando sobre “UFBA e o en­sino do sé­culo XXI”; e re­pre­sen­tantes da Fundo das Nações Unidas para a Infância/Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, que es­tarão na con­fe­rência “Pro­gramas de apoio a Edu­cação na par­ceria UNICEF/ BNDES”.

Alunas do Colégio Estadual Professora Lia Públio de Castro participaram da VI Feira Nacional de Matemática

capa

O Colégio Estadual Professora Lia Públio de Castro, localizado no Distrito de Ibitira, pertencente ao município de Rio do Antônio, foi representado na VI Feira Nacional de Matemática, pelas alunas Solange Neves dos Santos e Vanilza Alves de Aguiar, com o Projeto científico Água na medida certa, orientado pela Profª Rose Mary dos Santos Farias Ramos e acompanhadas pelo Prof. Adailton Cotrim.

A VI Feira Nacional de Matemática aconteceu em Rio Branco, de 23 a 25 de maio, sob a organização do Instituto Federal do Acre (IFAC) e Universidade Federal do Acre (UFAC) com o apoio da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), a Universidade Regional de Blumenau (FURB) e a Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM), entre outras instituições.

A Feira Nacional contou com a participação de mais de 100 projetos de várias partes do país, envolvendo experiências, pesquisas e atividades matemáticas e o Projeto Água na medida certa que foi eleito “Destaque” na referida Feira, foi selecionado na 6ª Feira de Empreendedorismo, Ciência e Inovação da Bahia (FECIBA), realizada dentro do 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, promovido pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia, no ano passado.

A aluna Solange falou sobre a enorme satisfação do projeto ter sido selecionado para a Feira Nacional e disse que “ele contribui para conscientizar as pessoas a utilizarem a água de maneira adequada e fazer com que elas possam conhecer mais sobre esse benefício social”.

Para Vanilza “participar de um evento a nível nacional como a Feira de Matemática foi maravilhoso”. A estudante acrescentou ainda que: “foi incrível estar no Acre pela primeira vez, viajar de avião, tudo pela primeira vez. Lá adquirimos novas aprendizagens que levaremos conosco pelo resto de nossas vidas”.

O Diretor do NTE do Sertão Produtivo, Prof. André Brandão, manifestou seu orgulho e imensurável contentamento pela participação das alunas Solange e Vanilza, na VI Feira Nacional de Matemática, e afirmou que: “o trabalho dessas alunas são a prova visível de que o fazer ciência na escola pública precisa ser estimulado mais e mais, para que nossos estudantes deem asas à sua criatividade e nos presenteiem com Projetos desse tipo, que nos auxiliem na construção de um meio ambiente mais sustentável e melhor para se viver”.

 1      2

3.                                                              3

4                                                             5.

6.....                     6....

6...                                                            6..

6.                                            6

7..                                                            7.

7                  8

IMG-20180526-WA0016                  12

Conferência estadual debate ações sobre o meio ambiente nas escolas

28542649258_f49f2132da_o

Com o objetivo de discutir ações que possam fortalecer a cidadania ambiental nas escolas e nas comunidades, foi aberta oficialmente nesta segunda-feira (28/05), no Hotel Sol Bahia, no bairro de Patamares, em Salvador, a III Conferência Estadual Infantojuvenil pelo Meio Ambiente. O evento, realizado pela Secretaria da Educação do Estado (Sec), tem como tema “As Escolas da Bahia Cuidando das Águas” e também contará, até esta quarta-feira (30), com oficinas e palestras voltadas para a temática. A etapa estadual classificará 19 delegados para representarem o estado na V Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente.

Representando o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, o superintende de Políticas para a Educação Básica, Ney Campello, falou da importância de promover a discussão sobre o meio ambiente na escola. “Trazer essa consciência de cidadania ambiental para a escola é formar uma geração capaz de trazer novas perspectivas para a sobrevivência da própria espécie humana. De modo que é uma conferência que tem grande importância estratégica para a rede pública de ensino, que vem muito da concepção do Estado e da Secretaria da Educação de criar unidades sustentáveis na configuração da escola, usando energia solar, reuso da água, coleta seletiva, entre outras ações”, destacou.
O estudante Cliff Correia Sousa, 12, do Colégio Estadual Guedes Andrade, em Itabuna, Região do litoral Sul (a 356 Km de Salvador), explicou o trabalho ambiental realizado na sua unidade. “Nosso projeto foi baseado na plantação de mudas nas nascentes de rios localizados próximos à minha cidade, porque isso evitaria que houvesse o assoreamento dos rios, prejudicando o abastecimento de água na região. Fiquei muito satisfeito pela oportunidade de participar, porque esta é uma forma diferente e mais divertida de aprender”, contou.
Já o estudante Josemar Marques, da Escola Estadual Deputado José Rocha, em Coribe, Região do Extremo Oeste Baiano (a 951 km de Salvador), falou da expectativa de participar dos três dias de conferências. “Minha vontade é fazer novas amizades, conhecer os projetos desenvolvidos pelos colegas nas suas escolas, participar das oficinas e palestras para aumentar o meu conhecimento sobre o assunto e, ainda, quem sabe, ser um dos representantes da Bahia na Conferência Nacional. Com certeza estaríamos bem representados”, disse.
Ainda estiveram presentes à abertura, o secretário do Meio Ambiente do Estado, Geraldo Reis, além de representantes de diversos órgãos e instituições voltados à discussão sobre o meio ambiente.
Confira a programação dos próximos dias:
2º DIA – Terça-feira (29/5)
Manhã e Tarde
Oficinas de seleção dos projetos com os delegados/delegadas
Oficinas com os professores/professoras
1) Cultura da sustentabilidade na Educação Ambiental crítica – Profa. Rosileia Oliveira (UFBA);
2) Comunicação não violenta – um trilhar ecológico – Daniella Araujo (facilitadora e semeadora de Comunicação não violenta) & José Maria Dutra (Ouvidor-geral do Estado, facilitador e praticante de Comunicação Não-Violenta; Terapeuta comunitário em formação)
3º DIA – Quarta-feira (30/5)
Manhã: Plenária Final
12h – Encerramento
41513424855_ac06fb95ec_o                   Foto Emerson Santos (2)

Inscrições para o Parlamento Jovem Brasileiro estão abertas até 28 de maio

Admilson - Parlamento Jovem Mercosul- Divulgação

As inscrições para a 15ª edição do Parlamento Jovem Brasileiro (PJB) seguem abertas até a próxima segunda-feira (28). O PJB simula uma jornada parlamentar, na qual os jovens estudantes vivenciam o trabalho de um deputado federal, por meio de debates e votações. A experiência possibilita a formação de um conceito positivo acerca do Poder Legislativo, informa sobre o processo legislativo e educa para a participação e a cidadania.

É necessário ser aluno do Ensino Médio ou técnico de escolas públicas e particulares de todo o Brasil, com idade entre 16 e 22 anos, para participar. O candidato tem que estar matriculado no 2º ou no 3º ano do Ensino Médio ou no 2º, 3º ou 4º ano do Ensino Técnico, na modalidade Integrada ao Ensino Médio.

Os interessados devem elaborar um projeto de lei que proponha mudanças para melhorar a realidade do país. O tema é livre, mas deve ter impacto nacional. A proposta deve ser enviada juntamente com a ficha de inscrição e com toda a documentação necessária à Secretaria de Educação do Estado do estudante, na forma prevista no Manual de Procedimentos do PJB 2018.

O evento será realizado de 1 a 5 de outubro, na Câmara dos Deputados. Serão selecionados 78 projetos. O número de representantes jovens por estado e no Distrito Federal é distribuído de maneira proporcional, como nas eleições oficiais. São Paulo, por exemplo, que tem o maior número de deputados na Casa, recebe 11 parlamentares jovens, enquanto o Distrito Federal e o Acre, que têm oito representantes, recebem um representante jovem.

Baiano – Em 2017, o estudante Admilson dos Santos Boaventura, 18, 2º ano, do Colégio Estadual Castro Alves, em Adustina (a 356 Km de Salvador), no Nordeste do Estado da Bahia, representou a Bahia no PJB. Ele foi eleito pela criação de um projeto sobre a gestão democrática na escola.  O estudante, que é filho de agricultora familiar e morador da zona rural, também conquistou vaga no Parlamento Juvenil do Mercosul (PJM) representando a Bahia.

Saiba mais no site do PJB

Fonte: Ascom Câmara dos Deputados

Foto: Ilustração com o Admilson Santos Boaventura

Diretrizes da Educação Inclusiva são discutidas com técnicos do Conselho Estadual de Educação

Curso de Braille no CEE (20)

A Secretaria da Educação do Estado promoveu, nesta sexta-feira (18), uma formação sobre temáticas da Educação Inclusiva com os técnicos do Conselho Estadual de Educação (CEE), realizada dentro do projeto “Diálogos Inclusivos”. A primeira aula de uma série, que deverá ser realizada a cada 15 dias, foi ministrada pela coordenadora da Educação Inclusiva da Secretaria da Educação do Estado, Patrícia Braille, e tratou, especialmente sobre as Diretrizes da Educação Inclusiva na Bahia. Este documento consolida a política da Educação Inclusiva na Bahia e orienta as práticas pedagógicas dos professores e a organização das estruturas escolares.

“Este projeto faz parte das estratégias de implementação das Diretrizes da Educação Inclusiva dentro dos órgãos públicos. Estamos dialogando com o pessoal do CEE sobre temas sistemáticos, como deficiência visual, deficiência intelectual, superdotação, enfim todas as áreas relativas à Educação inclusiva. Fizemos uma dinâmica do aprendizado do Braille, mostrando para os técnicos do CEE que é possível aprender o sistema de escrita dos deficientes visuais”, destacou.

Durante a sua intervenção, a gestora destacou, também, os projetos da Secretaria e as estruturas de atendimento para pessoas com deficiência, a exemplo dos Centro de Apoio Pedagógico ao Deficiente Visual (CAP). A rede estadual conta com Atendimento Educacional Especializado (AEE), que está disponível, atualmente, para mais de oito mil estudantes com necessidades educacionais especiais. São 65 Salas de Recursos Multifuncionais (SEM), 12 Centros de Atendimento Educacional Especializado e seis instituições conveniadas. Os alunos também são atendidos nas escolas da rede e nos Centros de Educação Especial, dentro de suas especificidades, para que possam participar ativamente do ensino regular. No ato da matrícula, a família pode escolher a escola da sua conveniência e a Secretaria providencia os meios para que o estudante acesse e permaneça na referida unidade escolar

O diretor assistente do CEE, Remi Bonfim, ressaltou a importância de os funcionários do Conselho se inteirarem da pauta da Educação Inclusiva. “Este é o nosso primeiro momento interno de formação. Esta pauta entra como parte dos regimentos que aprovamos aqui. Deste modo, Patrícias Braille está trazendo a questão do avanço da legislação e nos atualizando. Também faremos formação voltada à Educação no Campo, Educação Indígena, entre outras”.

 

Curso de Braille no CEE (3)

Fotos: Claudionor Junior

Secretaria da Educação do Estado lança concurso de vídeos sobre Educação para a Saúde

Colegio Tereza Mata Pires - Campanha da Dengue (2)

A Secretaria da Educação do Estado lançou, nesta sexta-feira (18), por meio de publicação no Diário Oficial do Estado (DO), o concurso público de vídeos educativos direcionado a estudantes regularmente matriculados na rede estadual de ensino, com o tema central ‘Educação para a Saúde’. O concurso será realizado de 18 de maio a 9 de novembro de 2018, e envolverá as etapas escolares, territorial e a seleção por uma comissão julgadora da Secretaria da Educação do Estado. O resultado final deverá ser divulgado no dia 20 de novembro de 2018 e a premiação está programada para o dia 14 de dezembro. Os estudantes vencedores serão premiados com máquinas fotográficas.

“Esta é mais uma iniciativa que estamos adotando para fortalecer o eixo pedagógico das escolas e promover o protagonismo estudantil, uma vez que a atividade leva a uma reflexão sobre a temática e fortalece as práticas educativas voltadas à Saúde. Portanto, com o concurso, estamos estimulando ações de prevenção e promoção à saúde na escola, na perspectiva do desenvolvimento integral dos estudantes e com o engajamento dos nossos professores”, afirmou o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.

De acordo com o edital, os vídeos de curta metragem devem ter até cinco minutos, com caráter educativo/propositivo. As filmagens podem ser feitas com aparelhos celulares, tablets, máquinas fotográficas digitais ou filmadoras e deverão ser gravadas em CD ou DVD. Embora o concurso tenha o tema central, também poderão ser abordados os seguintes subtemas: Prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST); Controle do Aedes aegypti e Prevenção às Arboviroses (Dengue, Chikungunya, Zika, entre outros); Prevenção ao uso de Álcool, Tabaco e outras Drogas; Promoção à  Alimentação Saudável; Promoção da Saúde Ambiental e Sustentabilidade Socioambiental; Promoção a Cultura de Paz e Respeito à vida.

Das inscrições – As unidades escolares devem divulgar e promover a realização de atividades que contribuam para a elaboração de um roteiro que servirá como referência na produção dos vídeos protagonizados pelos estudantes, sob a orientação de um professor, no período de 18 de maio a 06 de setembro. Após esta etapa, a unidade escolar deverá enviar os vídeos selecionados, um de cada subtema, para representá-la na etapa territorial, acompanhados dos formulários constantes nos anexos do edital (ficha de inscrição, termo de responsabilidade, termo de cessão de direitos autorais e ficha de acompanhamento unidade escolar/NTE), devidamente preenchidos, até 24 de setembro, para os Núcleos Territoriais de Educação (NTE). Cada NTE selecionará até 07 (sete) vídeos, sendo, obrigatoriamente, um de cada subtema, que irá representar o mesmo na etapa estadual.

Acesse o edital e saiba mais: www.educacao.ba.gov.br

 

Foto: Ilustração/ Divulgação

Estão abertas as inscrições para 14 mil vagas no curso pré-vestibular Universidade para Todos

DSC_0407

Começam, nesta quarta-feira (16), as inscrições para o processo seletivo dos estudantes interessados em participar do curso pré-vestibular do Programa Universidade para Todos (UPT), promovido pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia. Estão sendo destinadas 14 mil vagas. A inscrição, que segue até o dia 23, é gratuita e está disponível no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). As aulas serão realizadas de 5 de junho a 14 de dezembro.

Serão ofertadas as disciplinas Português, Redação, Matemática, Física, Química, Biologia, Literatura, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), História e Geografia. “Este programa tem um caráter de inclusão muito importante, porque é oferecido para aqueles jovens que mais precisam e envolve as nossas quatro universidades estaduais, por meio de um projeto pedagógico que prepara os estudantes para o ingresso no Ensino Superior”, destacou o secretário da Educação do Estado da Bahia, Walter Pinheiro.

O UPT é destinado a estudantes da rede pública matriculados, em 2018, no 3º ano do Ensino Médio regular estadual ou municipal ou suas modalidades correspondentes; que tenha cursado em escola pública municipal e/ou estadual no Estado da Bahia, o Ensino Fundamental II – 5ª à 8ª séries, atual 6º ao 9º ano ou modalidades correspondentes; e 1ª e 2ª séries do Ensino Médio regular ou modalidades correspondentes.

No ato da inscrição o candidato deverá fazer opção para um único município, local de funcionamento e turno que deseja cursar, bem como preencher integralmente o formulário de inscrição. A relação oficial dos candidatos selecionados será disponibilizada no dia 30 de maio, no endereço www.educacao.ba.gov.br/universidadeparatodos, nos sites das universidades estaduais e afixada nos locais em que funcionarão as turmas do curso.

Matrícula – Após a publicação dos resultados, os selecionados serão convocados para a realização da matricula, que acontecerá de 5 a 8 de junho, no local e turno que optaram para cursar. A matrícula somente poderá ser realizada pelo próprio candidato, assistido ou representado pelo pai, mãe ou responsável, se menor de 18 anos, ou por representante munido de procuração com firma reconhecida em cartório.

No ato da matrícula, o candidato deverá apresentar cópia, acompanhada de original, dos seguintes documentos: carteira de identidade e CPF, comprovante de residência; e histórico escolar do Ensino Fundamental II – 5ª à 8ª séries, atual 6º ao 9º ano ou modalidades correspondentes, além de documentos específicos referentes à sua situação atual conforme edital.

Foto: Ilustração/ Geraldo Carvalho

UNESCO participará do Virtual Educa Bahia 2018 e apresentará tecnologias aplicadas na gestão da Educação

Adauto Cândido Soares - UNESCO

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) já confirmou presença no XIX Encontro Internacional Virtual Educa (Virtual Educa Bahia 2018) – um dos maiores eventos mundiais sobre inovação e tecnologia aplicadas à Educação, que será realizado entre os dias 4 e 8 de junho, no Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado (no antigo ICEIA), em Salvador. A UNESCO apresentará experiência desenvolvidas no uso de tecnologias digitais aplicadas na gestão das secretarias estaduais de Educação do Brasil.

O coordenador do setor de Comunicação e Informação da UNESCO no Brasil, Adauto Cândido Soares, disse que serão apresentados resultados de uma pesquisa desenvolvida pela UNESCO, no segundo semestre de 2017, sobre a gestão das redes estaduais de Educação de todo o país com o uso de tecnologia digital. A pesquisa foi desenvolvida em parceria com a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC) que será representada no Virtual Educa pela pesquisadora Leila Rentroia Iannone.

“O objetivo dessa pesquisa é identificar o nível de atualização tecnológica em termos de uso das novas tecnologias para a gestão das redes. Com os primeiros resultados da pesquisa, nós vamos poder abordar e discutir essa temática com o público do Virtual Educa, pois o tema central é a melhor utilização dos recursos por meio de tecnologia pelas secretarias de Educação”, informa Adauto Cândido.

Segundo Adauto Cândido, o uso das novas tecnologias no processo de ensino e aprendizagem dos estudantes é muito importante, mas existem outros campos no setor da educação pública brasileira que precisam acompanhar as evoluções tecnológicas. “Um deles é a questão da administração do setor da educação e a responsabilidade por esta ação está nas secretarias, nas grandes redes de educação estadual e nas próprias escolas. Então, a gente quer discutir a utilização das tecnologias para dar suporte aos gestores, secretários que estão com esta grande responsabilidade de fazer acontecer a Educação nos Estados”, destaca o palestrante.

Ele também esclarece que a pesquisa busca a qualidade da educação de maneira geral, mas, sobre a ótica da gestão da Educação. “Queremos saber até que ponto os profissionais e servidores da Educação estão inseridos digitalmente no processo de execução das atividades, do relacionamento com a comunidade, com o mercado fornecedor de insumos para a Educação. Fizemos uma amostra que pudesse representar cada região brasileira, nas 27 unidades de federação. Na região Nordeste, por exemplo, a nossa pesquisa está focada no Estado da Bahia”, acrescenta.

Sobre a expectativa de participar do Virtual Educa, ele afirma que é muito grande. “Estou muito feliz em poder discutir um tema como este que é muito importante para o futuro da qualidade da Educação no Brasil e de como podemos avançar na modernização da gestão dos recursos da Educação, no sentido de fornecer para a escola todos os insumos básicos para que ela possa funcionar, mas, tudo isso, através de tecnologia. Para isso, pesquisamos desde os sites das secretarias, até os sistemas que estão implantados, as capacitações que são feitas, um olhar bem amplo com relação ao uso das tecnologias para facilitar a gestão da Educação nos Estados”, destaca.

Fotos:

1 – Adauto Cândido – Divulgação/UNESCO

Governo autoriza promoção para educadores aprovados na 1ª etapa do curso de formação online

chromebooks-e-nova12
Os professores e coordenadores pedagógicos aprovados no Módulo I do curso on-line “Uso Pedagógico de Tecnologias Educacionais”, que está sendo promovido pela Secretaria da Educação, terão uma promoção no grau da carreira do magistério, com um total de 7% acrescido no rendimento salarial. A iniciativa faz parte das ações de valorização da carreira do magistério que estão sendo adotadas pelo Governo do Estado e representará, para os concluintes, um ganho médio de 14% em seus vencimentos até maio de 2019. Nesta primeira fase da formação, os inscritos já haviam recebido 6% antecipados desde o último mês de dezembro. O investimento total do Estado será em torno de R$ 348 milhões.
Para o secretário da Educação, Walter Pinheiro, essa ação está entre as medidas do Governo Estadual para fortalecer o eixo pedagógico das escolas. “A valorização da carreira do magistério está entre as iniciativas que estamos realizando na Educação, tanto no aspecto de formação continuada, quanto no ganho salarial. Com o curso, conseguimos aperfeiçoar o conhecimento dos educadores, preparando-os para os novos aspectos de ensino e aprendizagem conectados com a educação no século XXI. Paralelamente, a melhoria nos seus rendimentos é uma forma de reconhecer o trabalho”, disse.
Também conhecido por CATE 3, o curso on-line “Uso Pedagógico de Tecnologias Educacionais” está sendo promovido pela Secretaria da Educação do Estado, em parceria com UFBA. As aulas são re­a­li­zadas fa­zendo uso de uma es­tru­tura tec­no­ló­gica e me­to­do­ló­gica que pos­si­bi­li­ta aos pro­fes­sores e co­or­de­na­dores pe­da­gó­gicos acessá-lo por meio de am­bi­ente vir­tual de apren­di­zagem, através do site www.sec.ufba.br.
O curso é dividido em dois mó­dulos de 60 horas cada. O pri­meiro teve três etapas: Tec­no­lo­gias Di­gi­tais da In­for­mação e Co­mu­ni­cação (TDIC) para a co­mu­ni­cação e co­leta de dados (25 h); TDIC para Co­mu­ni­cação, Pro­dução e Co­la­bo­ração (25 h); e Ava­li­ação do Mó­dulo (10 h). O se­gundo mó­dulo também terá três etapas: TDIC para Or­ga­ni­zação e Cri­ação (25 h); Am­bi­entes Vir­tuais de Apren­di­zagem (25 h); e Ava­li­ação do Mó­dulo (10 h). Para a con­clusão de cada módulo do curso serão exi­gidos o apro­vei­ta­mento com média 6,0 e a frequência mí­nima de 75% da carga ho­rária correspondente a cada módulo.