Virtual Educa Bahia 2018 começa na segunda-feira com educadores da América Latina, Caribe e África

3a-conferencia-estadual-de-educacao-da-bahia-2018-158
Começa na segunda-feira (4), o XIX Encontro Internacional Virtual Educa, um dos maiores eventos mundiais sobre inovação e tecnologia aplicadas à Educação que, pela primeira vez, será sediado na Bahia. A abertura oficial será às 19h, no Teatro Castro Alves (TCA), com as presenças do governador Rui Costa, do secretário da Educação, Walter Pinheiro, do secretário geral do Virtual Educa, José Maria Anton, e demais autoridades. De terça (5) a sexta-feira (8), o Encontro será realizado no Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado (antigo ICEIA), que foi completamente reformado. Com o tema “Educação para transformar a sociedade em um espaço multicultural único”, o Virtual Educa reunirá grandes personalidades da área de Educação do Brasil, da América Latina, do Caribe e da África.
O Virtual Educa Bahia 2018  promoverá o debate de ações e experiências bem-sucedidas em Educação, envolvendo tecnologias e conteúdos digitais, diversidade, crescimento econômico e políticas públicas. Paralelamente, o evento envolverá o Fórum Global de Educação e Inovação “Cooperação Sul-Sul”, voltado para representantes governamentais e de instituições nacionais e internacionais. A programação constará de apresentações de trabalhos acadêmicos de educadores, estudantes e professores e profissionais da Educação, além de palestras de escritores e pesquisadores brasileiros e estrangeiros, envolvendo a temática da Edu­cação no sé­culo XXI e sua in­ter­face com a in­clusão, a di­ver­si­dade, o meio am­bi­ente, a ino­vação, a tec­no­logia e a for­mação do­cente.
O secretário da Educação Walter Pinheiro ressalta a amplitude do encontro. “É um en­contro para de­bater, co­nhecer e com­par­ti­lhar ex­pe­ri­ên­cias. A partir daí te­remos con­di­ções de tri­lhar novos ca­mi­nhos. É por isso, também, que iremos re­a­lizar o en­contro no an­tigo ICEIA, que está sendo trans­for­mado em um novo es­paço, re­pa­gi­nado para esse novo tempo. Es­pero que, a partir de agora, pos­samos re­a­lizar todos os eventos da Edu­cação no local. O Vir­tual Educa ser­virá, ainda, para que pos­samos fazer lei­tura dessas trans­for­ma­ções pe­da­gó­gicas que es­tamos im­ple­men­tando na rede es­ta­dual de en­sino”.
Fóruns de Educação – Dentro da programação do Virtual Educa, destaque para os seis fóruns que serão realizados, tendo à frente renomados professores, escritores e pesquisadores ligados à Educação, nas mais diferentes áreas do conhecimento. Serão eles: Fórum de Desenvolvimento Tecnológico; Fórum de Inclusão, Avaliação e Qualidade; Fórum de Educadores para a Era Digital; Fórum de Educação Superior, Inovação e Internacionalização; Fórum Formação ao Largo da Vida; e Fórum de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação. Cada fórum promoverá de três a quatro conferências e apresentará uma média de 45 trabalhos de pesquisa, voltados ao tema geral do evento.
 
Protagonismo estudantil – Durante o evento, será realizada a 7ª edição da Feira de Ci­ên­cias, Em­pre­en­de­do­rismo e Ino­vação da Bahia (FE­CIBA), com apresentação de 240 projetos desenvolvidos nas escolas no âmbito do projeto Ciência na Escola. Os estudantes da Educação Profissional e Tecnológica. Projetos voltados à Educação Empreendedora, que incluem intervenções e tecnologias sociais, de baixo custo e de grande alcance social, também estão entre os destaques da programação. Serão montados 25 estandes para a exposição de projetos desenvolvidos por estudantes dos cursos técnicos de nível médio e de cursos de qualificação profissional da rede estadual, que irão apresentar o resultado de ações pedagógicas visando à formação profissional para uma inserção cidadã no mundo do trabalho ou para o empreendedorismo. Também será montada uma cozinha experimental, para que os visitantes possam participar de palestras sobre temas diversos como segurança no ambiente doméstico e até degustar produtos feitos à base da Agricultura Familiar.
Já os Centros Juvenis de Ciência e Cultura (CJCC), de Salvador, Itabuna, Vitória da Conquista, Senhor do Bonfim e Barreiras, irão apresentar projetos, mostras, workshops, e bate-papos, sobre as atividades complementares desenvolvidas. Entre as iniciativas estão temas como robótica, criação de música a partir do computador, a reciclagem como prática pedagógica, ciência, empreendedorismo e desenvolvimento de games. A participação do CJCC no encontro envolverá mais de 20 atividades. Experiências de alfabetização do programa Todos pela Alfabetização (TOPA) também serão apresentadas e incluem uma palestra com o presidente de honra do Instituto Paulo Freire, Moacir Gadotti, em celebração aos 50 anos da Pedagogia do Oprimido, do educador Paulo Freire.
Conferências – A pro­gra­mação também in­clui con­fe­rên­cias que con­tarão com as pre­senças do go­ver­nador Rui Costa e do se­cre­tário da Edu­cação Walter Pi­nheiro. Dentre os con­fe­ren­cistas estão Ch­ris­tian Mi­randa, U.C. Chile, que abordará o tema “El si­len­cioso aban­dono de la for­ma­ción in­te­gral del edu­cador del siglo XXI”; João Salles, da Universidade Federal da Bahia, falando sobre “UFBA e o en­sino do sé­culo XXI”; e re­pre­sen­tantes da Fundo das Nações Unidas para a Infância/Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, que es­tarão na con­fe­rência “Pro­gramas de apoio a Edu­cação na par­ceria UNICEF/ BNDES”.