NTE 13 realizou encontro com Professores e alunos dos Colégios Norberto Fernandes e Antônio Figueiredo

capa

 

 

 

 

O Núcleo Territorial de Educação do Sertão Produtivo, NTE/13, realizou semana passada, no turno matutino, um encontro com Professores do Colégio Estadual Norberto Fernandes no município de Caculé, para implantação do Projeto de Vida na prática pedagógica da Unidade Escolar, estabelecendo relações com os Projetos Artísticos e Culturais.

Durante o encontro foi discutido ainda sobre o Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM, traçando um cronograma de trabalho por parte da escola voltado para o preparo de seus estudantes para a obtenção de um bom desempenho em tal avaliação externa.

Segundo a Coordenadora de Educação Básica do NTE, Profª. Anaide Fernandes “todos os pontos discutidos no encontro foram de grande valia para a organização do trabalho pedagógico na escola, mas o mais marcante para os Professores foi a proposta de trabalho do Projeto de Vida que gerou a implantação nas turmas de 8ª série, 8º ano do Ensino Fundamental e do 1º ano de Ensino Médio”.

Já no turno vespertino foi realizado um encontro com Professores e alunos do Colégio Estadual Antônio Figueiredo, na cidade de Ibiassucê, com o objetivo de discutir a operacionalização dos Projetos Artísticos e Culturais na UEE pela Articuladora Marlene Carvalho. Na oportunidade, foram apresentados à comunidade escolar o Projeto Jovem Senador e Saúde na Escola, alcançando satisfatoriamente o que foi proposto.

De acordo com a Coordenadora da CODEB “esse momento do setor pedagógico do NTE 13 com os estudantes do Antônio Figueiredo foi muito importante para estreitar a relação entre o Núcleo Territorial de Educação e a escola. A Coordenadora acrescentou ainda que “essa foi uma boa oportunidade para incentivar os alunos a participarem dos Projetos Artísticos e Culturais a partir do interesse e aptidão de cada um”.

1 2 3 4 5                                                                             6

Saeb publicou nesta quinta-feira (1°) instrução normativa para feriados de junho

Os servidores estaduais baianos conhecem nesta quinta-feira (1°) as orientações do Estado para a compensação de horas não trabalhadas no expediente de 16 de junho (dia posterior ao feriado de Corpus Christi) e 23 de junho (véspera do feriado de São João). A publicação da Secretaria da Administração (Saeb) está disponível no Diário Oficial do Estado (DOE) de ontem (1º).
De acordo com o documento, a compensação do dia 16 será efetuada de 5 a 14 de junho, para servidores com jornada de trabalho de oito horas diárias. Durante o período, o expediente destes servidores será das 8h às 18h, iniciando meia hora mais cedo e com redução de trinta minutos no horário do almoço – sendo respeitado o intervalo de uma hora para a refeição. Os servidores submetidos ao turno único de trabalho irão compensar as horas não trabalhadas de 5 a 12 de junho, das 11h às 18h.
Já a compensação pelo dia 23, véspera de São João, será cumprida de 19 a 29 de junho – para servidores que cumprem jornada de oito horas diárias. Aqueles que cumprem apenas o turno único de trabalho devem cumprir a efetuar a compensação de 19 a 27 de junho. Serão seguidas as mesmas regras, com relação ao início e final de expediente, já observadas para a compensação de 16 de junho, dia posterior ao feriado de Corpus Christi.
Os dirigentes dos órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual, juntamente com as chefias imediatas dos servidores, serão responsáveis pelo cumprimento da compensação e do estabelecido pela Instrução Normativa. Os transportes coletivos que circulam no Centro Administrativo da Bahia (CAB) terão os seus horários adequados para atender aos usuários.
Fonte: Ascom – Saeb

 

Começaram as inscrições para o pré-vestibular Universidade para Todos

DSC_0422
Começaram, nesta quinta-feira (1º), e segue até o próximo dia 8 de junho, as inscrições para o curso Universidade Para Todos (UPT), que é preparatório para o vestibular e para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). O curso é promovido pela Secretaria da Educação do Estado e oferece 16.400 vagas para Salvador e mais 228 localidades da Bahia, nos 27 Territórios de Identidade. A ação é desenvolvida em parceria com as universidades estaduais UNEB, UEFS, UESB e UESC. As inscrições serão realizadas, exclusivamente, no Portal da Educação (educacao.ba.gov.br/universidadeparatodos).
 
“Esta é mais uma iniciativa adotada pela Secretaria que oportuniza aos estudantes a preparação para o ingresso no Ensino Superior. Tanto que podem participar, os egressos das redes públicas estadual e municipal e, também, os estudantes do 3º ano do Ensino Médio ou do 4º ano da Educação Profissional. Além disso, vale destacar a parceria com as nossas universidades estaduais”, afirma o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.
 
Poderá concorrer a uma vaga o candidato que for egresso do Ensino Médio das redes estadual ou municipal do Estado da Bahia. Também podem concorrer estudantes das redes públicas estadual ou municipal matriculados, em 2017, nas seguintes situações:  3º ano do Ensino Médio Regular ou suas modalidades correspondes, do 4º ano da Educação Profissional Integrada ao Ensino Médio ou suas modalidades correspondentes. Todos estes estudantes precisam ter concluído o Ensino Fundamental II (5ª à 8ª séries, atual 6º ao 9º ano ou modalidades correspondentes), e a 1ª e 2ª séries do Ensino Médio Regular ou modalidades correspondentes nas redes estadual ou municipal no Estado da Bahia. 
 
Matrícula – A seleção é feita através das médias de Português e de Matemática que são lançadas pelo candidato no ato da inscrição e conferidas no ato da matrícula. A matrícula será realizada entre os dias 3 a 7 de julho, no local e turno que o aluno optou para estudar. Para se matricular, é preciso apresentar cópia e original do CPF, RG, comprovante de residência, além do Histórico Escolar do Ensino Médio e do Ensino Fundamental II. As aulas começam no dia 3 de julho e vão até dezembro de 2017.
 
Mais sobre o UPT – O UPT oferece aulas regulares, de segunda a sexta-feira, de Português, Redação, Matemática, Física, Química, Biologia, Literatura, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), História e Geografia, além de atividades complementares como seminários, oficinas, revisão para o ENEM, aulões, simulados e orientação vocacional. O curso oferece, ainda, material didático, fardamento e isenção da taxa de inscrição em processo seletivo das universidades estaduais aos alunos que apresentarem frequência igual ou superior a 75% das aulas ministradas.
 
Para mais informações, acesse:
educacao.ba.gov.br/universidadeparatodos
Em caso de dúvidas:
Ligue: 0800 285 8000 ou escreva: upt@educacao.ba.gov.br
Abertas as inscrições para curso Universidade Para Todos - Foto Geraldo Carvalho
 

Fotos: Geraldo Carvalho

Para mais fotos relacionadas à esta matéria, acesse:

Começa a coleta de dados para o Censo Escolar da Educação Básica

CAPA
Começa, nesta quarta-feira (31), o Censo Escolar da Educação Básica e a Secretaria da Educação do Estado orienta para que os gestores das escola estaduais atualizem as informações dos estudantes e das unidades escolares no Sistema de Gestão Escolar (SGE). Os dados informados serão migrados para o Sistema Educacenso, do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).
Os dados coletados pelo Censo Escolar servem de base para a formulação de políticas públicas e para a distribuição de recursos públicos como alimentação e transporte escolar, distribuição de livros e uniformes, implantação de bibliotecas, instalação de energia elétrica, Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) e Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB), entre outros. Os dados também são utilizados no cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), por outros ministérios como Saúde e Esportes e por organismos internacionais como a UNESCO e o UNICEF.
A superintendente de Gestão da Informação Educacional do Estado, Cristiane Soares Ferreira, diz que esta atualização é imprescindível. “É essencial que os dados coletados sejam fidedignos para que a gente tenha a geração de políticas públicas de Educação adequadas para o nosso Estado. Além disso, esses dados são pré-requisito para as provas do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB)”, destaca.
Treinamentos – Para respaldar a ação junto aos gestores escolares, a Secretaria da Educação do Estado realizará, a partir desta segunda-feira (5), treinamentos para técnicos dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) e de secretarias municipais de Educação, para a execução do censo nos municípios baianos. A primeira capacitação será no NTE 26, que envolve Salvador e Região Metropolitana. Neste caso, os técnicos preencherão os dados no Sistema Educacenso disponíveis no link: http://educasenso.inep.gov.br.
O Censo é realizado anualmente em regime de colaboração entre o INEP e as secretarias estaduais e municipais da Educação, em caráter declaratório e mediante coleta de dados descentralizados. A ação engloba todos os estabelecimentos públicos e privados de educação básica, onde são coletadas informações dos estudantes, turmas, escolas e profissionais da educação como unidades de informação principal.
Confira aqui o calendário de treinamentos no Portal da Educação: www.educacao.ba.gov.br
1                                  3

Último dia de inscrição para a 7ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia

ararazul_0
Terminam, nesta quarta-feira (31), as inscrições para a 7ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA). A feira é promovida pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia para estimular o estudo das Ciências em sala de aula. Para se inscrever, gestores, professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual deverão aderir ao evento, que será realizado em 2018.
“A FECIBA é uma das iniciativas, por meio da qual, estamos estimulando os nossos estudantes no estudo das Ciências e no interesse pela pesquisa científica, fazendo com que despertem para suas vocações e revelem suas capacidades criativas. É, sobretudo, um momento em que os alunos apresentam o resultado dos projetos desenvolvidos em sala de aula, orientados pelos professores, que têm relação com os lugares onde eles vivem e que, geralmente, apresentam soluções para problemas vivenciados pelas suas comunidades”, destaca o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.
Uma das novidades para a 7ª FECIBA é a premiação com Bolsa de Iniciação Científica Junior do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) para os 22 primeiros colocados. Uma das etapas da FECIBA é a realização das Feiras Escolares de Ciências, Matemática e Empreendedorismo, que deverão ocorrer de 1º de agosto e 30 de setembro deste ano. Todos os estudantes poderão participar das feiras escolares independente da série, mas só os projetos dos estudantes do Ensino Fundamental e até o 2º ano do Ensino Médio poderão ser submetidos à FECIBA, tendo em vista que a 7ª edição será realizada no próximo ano letivo.
Na 7ª FECIBA, a modalidade Empreendedorismo também será ampliada, segundo destaca a coordenadora do Programa Ciência na Escola, da Secretaria da Educação do Estado, Shirley Costa. “Com isto, teremos a perspectiva do envolvimento da construção de conhecimentos, a partir dos aspectos econômicos das regiões onde as escolas estão inseridas. A nossa expectativa é que, com isto, iremos atrair muitos novos projetos voltados ao Empreendedorismo”, afirma.
Para isto, a Secretaria da Educação está fazendo parcerias com instituições que trabalham com o Empreendedorismo na Educação, como é o caso do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), para a realização de oficinas e palestras sobre o tema no próprio SEBRAE e durante a 6ª FECIBA, que acontece no segundo semestre deste ano.

Divulgado resultado preliminar da seleção REDA para a Educação

IMG-20170529-WA0028
O resultado preliminar do Processo Seletivo Simplificado para a contratação de professores e profissionais da Educação, por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda), foi divulgado, nesta segunda-feira (29). As provas foram realizadas no dia 7 de maio nos 27 territórios de identidade da Bahia. O resultado preliminar está disponível no site (www.ibrae.com.br). Na página, o candidato deve acessar o menu concurso e depois o link referente à função para a qual ele concorreu.
O candidato poderá, dentro do prazo de dois dias a contar desta segunda-feira (29), interpor recurso contra o resultado preliminar divulgado para o seguinte e-mail: ibrae.concurso.ba.3@gmail.com. O resultado final deverá ser divulgado na primeira semana de junho e a convocação acontecerá até o início de julho. A previsão é a de que estes profissionais comecem a trabalhar no segundo semestre.
 
Vagas 
A seleção visa a contratação de 2.485 professores da Educação Básica, Educação no Campo e mais 215 vagas para professor Indígena. O processo seletivo também envolve 961 vagas para a função de técnico de nível médio/mediador para o Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (Emitec).
São ofertadas, ainda, 519 vagas destinadas a professores da Educação Profissional e Tecnológica e 211 vagas iniciais e imediatas para professor substituto da Educação Básica e mais 2.243 vagas que poderão vir a surgir ao logo do ano letivo e enquanto durar a validade do processo seletivo. São mais 157 vagas para preceptor de estágio de Enfermagem das unidades da Educação Profissional e Tecnológica e mais 655 vagas da Educação Especial, destinadas a técnicos de atendimento educacional especializado, tradutor/intérprete de Libras, cuidador educacional, braillista e instrutor de Libras.

Foto: Elói Corrêa/GOVBA

NTE/13 realiza o “I Círculo Formativo de Coordenadores Locais e Pedagógicos” do programa estadual Pacto Pela Educação

CAPA

Teve início nesta quarta-feira o “I Círculo Formativo de Coordenadores Locais e Coordenadores Pedagógicos” do programa estadual Pacto Pela Educação, promovido pelo Núcleo Territorial de Educação do Sertão Produtivo, NTE/13, com o intuito de fortalecer as políticas públicas de alfabetização na idade certa.

A formação que encerrará no final da tarde de hoje, conta com a participação de Coordenadores Pedagógicos e Locais dos municípios circunscritos ao NTE como: Brumado, Caculé, Caetité, Candiba, Dom Basílio, Guanambi, Ibiassucê, Iuiu, Lagoa Real, Malhada de Pedras, Palmas de Monte Alto, Pindaí, Rio do Antônio, Sebastião Laranjeiras, Tanque Novo e Urandi.

As Formadoras do NTE 13 responsáveis pelo curso, Profª Maria Cristina Barbosa e Profª Maria das Graças Gondim refletiram sobre a organização do trabalho pedagógico no processo de “ensinoaprendizagem” sob as vertentes da Matemática e do Sistema da Escrita Alfabética, considerando o planejamento da Rotina e dos Tempos Didáticos.

Durante a formação está sendo abordado também sobre os desafios da gestão municipal na “implementação” de políticas públicas, com foco na Política do Pacto Estadual, visando à promoção de debates que orientem os gestores locais na adoção de medidas que favoreçam a continuidade e a consolidação das diretrizes desta política no Ciclo de Alfabetização do Sistema Municipal de Ensino.

O Diretor do NTE, Prof. André Brandão ressaltou sobre a importância da parceria dos Programas da COPE – Coordenação de Projetos Especiais com os municípios, afirmando que “é necessário que a formação chegue até o chão da escola de cada município, visto que o enfoque maior da parceria é o processo de alfabetização da criança”.

Para a Coordenadora Local de Brumado, Rosilene Pires “o curso foi bastante produtivo e necessário para alinhar as redes municipais que já implementaram o Programa assegurando as ações e sinalizando os melhoramentos que devem realizar”.

A Coordenadora Pedagógica Marlene Pinto do município de Malhada de Pedras acrescentou ainda que “o encontro foi produtivo no sentido de fortalecer o vínculo entre Governo do Estado e os municípios, com o objetivo de cumprir a meta de alfabetizar e letrar as crianças até os 8 anos de idade, além de incentivar a autonomia dos municípios no que diz respeito às ações voltadas para a política de alfabetização”.

 

1 2 20170525_100037 20170525_100105 20170525_100120 20170525_100204 20170526_084204 20170526_084343 20170526_092120 20170526_092144 20170526_092220 IMG-20170524-WA0010

Estado promove mais de 1.600 professores e coordenadores pedagógicos por titulação acadêmica

866e4535-0283-4c97-a28f-8fdda135cfbe

Como parte da política de valorização dos profissionais da Educação, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia divulgou, nesta quinta-feira (25), a progressão funcional por avanço vertical para 1.635 professores e coordenadores pedagógicos dos Ensinos Fundamental e Médio, da carreira do magistério estadual. A ação é resultado de cursos de pós-graduação realizados pelos educadores, sendo 1.189 por especialização, 404 por mestrado e 42 por conclusão de cursos de doutorado. Estes educadores já receberão na folha de pagamento do mês de junho, retroativo a 1º de maio.

“A progressão funcional por avanço vertical traz um ganho salarial para os professores e coordenadores pedagógicos, mas, principalmente, deve resultar na qualidade da Educação, tendo em vista que estes profissionais desenvolvem pesquisas e ampliaram seus conhecimentos durante suas pós-graduações. Portanto, é mais um reconhecimento do Estado pelo aperfeiçoamento profissional dos educadores e, com isso, os estudantes também serão beneficiados”, afirma o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.

A professora Emanuelle Santos de Carvalho Cardoso, do Colégio Estadual Inácio Tosta Filho, em Itabuna, região Sul da Bahia (436 km de Salvador) foi uma das beneficiadas com a progressão funcional. Lecionando há 10 anos, ela destaca a importância deste benefício para a sua carreira no magistério estadual. “A progressão representa, para mim, o reconhecimento do esforço, da dedicação e da determinação do professor, que sai da zona de conforto e busca ampliar seus conhecimentos para ter uma base mais sólida para lidar com os alunos, que, hoje, com acesso a tanta informação, trazem questionamentos que exigem mais desse professor. Para mim é uma dose a mais de incentivo para continuar me aperfeiçoando profissionalmente”, comemora.

Com esta progressão, um professor da rede estadual com carga horária de 40 horas, terá uma remuneração inicial de R$ 3.332,05, com mestrado de R$ 3.971,31 e com doutorado de R$ 4.725,86.

a1f54fe9-2aee-4704-a725-2924c4b7c7f7

Estão abertas as inscrições para IV Concurso Escritores Escolares de Poesia e Redação

18527861_1338918379490955_6937992792981081426_n
Estão abertas, até o dia 14 de junho, as inscrições para o IV Concurso Escritores Escolares de Poesia e Redação, voltado para estudantes do ensino fundamental I, II e ensino médio – de escolas públicas e particulares de todo o estado. A iniciativa é da Fundação Pedro Calmon/SecultBa, através da Diretoria do Livro e Leitura (DLL).
Cada estudante pode se inscrever com apenas um poema ou uma redação − ficcional ou não – inédita e de tema livre. Este ano os estudantes vão concorrer a notebooks, tablets, leitores de livros digitais e kits livro. Para saber mais informações acessar o site da Fundação Pedro Calmon, onde também podem ser encontrados a ficha de inscrição, o regulamento, os textos premiados nos anos anteriores e dicas de escrita criativa.
As inscrições devem ser feitas, presencialmente, na sede da Fundação, em Salvador, de segunda a sexta-feira, no horário das 09h às 12h e das 14h às 17h30 devendo ser protocoladas na sede da Fundação Pedro Calmon, no endereço: Av. Sete de Setembro, 282, Edf. Brasilgás, sala 09, 4º andar, Centro, Salvador (BA), CEP: 40.060-001, ou por via postal (enviadas pelos correios) com Aviso de Recebimento (AR).
Anexos seguem ficha de inscrição com termo de autorização dos pais, regulamento, cards para divulgação em redes sociais e WhatsApp, o cartaz que pode ser impresso e colocado nas escolas e uma apresentação de slides para a divulgação do concurso em sala de aula.

Municípios podem realizar adesão ao Programa Saúde na Escola

palestrahigienebucal1
Os municípios podem realizar a adesão ao Programa Saúde na Escola (PSE), até o dia 14 de junho, no endereço egestorab.saude.gov.br. O programa terá duração de 24 meses e vai contemplar as escolas públicas do município, independente da esfera administrativa (estadual, municipal e/ou federal). Para a inscrição, os gestores responsáveis pelas secretarias municipais de educação devem indicar as escolas para a participação seguindo critérios, como as condições de vulnerabilidade dos estudantes.
O coordenador de Educação Ambiental e Saúde, Fabio Barbosa, da Secretaria da Educação do Estado, fala da importância da adesão dos municípios ao programa. “Considerando que a proposta do PSE vem na perspectiva da articulação entre políticas públicas, a adesão do município é o primeiro passo para as práticas de promoção e prevenção de agravos e doenças em crianças, adolescentes, jovens e adultos”, destaca.
Realizando ações há quatro anos, o Colégio Estadual Ypiranga, no 2 de Julho, promove uma série de atividades com os estudantes, junto à unidade de saúde do bairro, que envolvem vacinações, avaliações de saúde bucal e psicológica, além de palestras sobre diversos temas. “No colégio, nós mantemos um Grupo de Trabalho Intersetorial Local (GTIL) que é integrado por professores, alunos e agentes de saúde. Com isso buscamos, por meio de reuniões, perceber as necessidades da comunidade escolar e oferecer serviços focados nesta demanda”, destacou o professor Zulmiro Souza, articulador da Educação Integral na unidade.
Para Fabio, a criação do GTLI nas escolas é uma das ações incentivadas pela Secretaria. “Apesar do PSE seguir uma proposta de 12 ações, como o combate ao mosquito Aedes aegypti e promoção da segurança alimentar e nutricional, temos a consciência que alguns locais têm demandas específicas que podem ser identificadas pelos agentes sociais do local. Por isso, esse trabalho interno pode contribuir para que possamos ser mais eficientes em nossas ações”, afirmou.
Para a estudante 2º ano, Letícia Silva 16, do Colégio Estadual Ypiranga, o programa vem trazendo diversos benefícios para a comunidade escolar. “Termos essas atividades na escola promovem a saúde dos estudantes de forma regular. Isso é muito importante pois interfere diretamente na condição de aprendizado. Desde o ano passado participo do GTLI e estou bastante motivada para mobilizar os colegas para as atividades que realizamos e vamos realizar durante o ano letivo”, conta.
PSE - O Programa Saúde na Escola é uma política intersetorial, regido pela Portaria Interministerial nº. 1.055, de 25 de abril de 2017, na qual a articulação, principalmente, dos setores da educação e da saúde, é indispensável para efetividade das ações. O objetivo principal é a atenção integral à saúde dos educandos da rede pública, através de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde de forma a empoderá-los para o reconhecimento e, consequentemente, o enfrentamento das situações que os tornam vulneráveis e que possam vir a comprometer o seu pleno desenvolvimento.